Leroy Merlin inaugura 3 Lojas em 3 dias

São três lojas em dias seguidos, Campo Grande (MS), São Bernardo do Campo (SP) e Jaguaré (SP) 20, 21 e 22 de outubro respectivamente

O ano de 2015 é um divisor de águas para a Leroy Merlin no País. Somente nesse período, cinco novas lojas se integrarão à rede. No primeiro semestre, a unidade Fortaleza foi inaugurada, sendo a primeira na região Nordeste. Em dezembro, a 37ª loja da rede no país será inaugurada em Tamboré (SP), concluindo assim o planejado para este ano.

Com a expectativa em alta e mantendo um planejamento coerente com o segmento, a Leroy Merlin mantém seu plano de expansão e investe forte no treinamento de equipes e pesquisas de mercado. Além disso, a Multiespecialista do Lar definiu uma política de compras e manutenção de estoques alinhada com seus fornecedores, garantindo a ela o título de Maior Variedade do Varejo de Materiais de Construção, com menores rupturas.

Inauguração de 3 Lojas

Cenário econômico

A Anamaco, entidade que representa esse mercado, vê com bons olhos o ano de 2015 para o segmento do Varejo de Materiais da Construção. O recente estudo com a chancela da entidade, divulgado em abril deste ano, diz que as vendas se elevaram em 3% no primeiro quadrimestre de 2015, quando comparado ao mesmo período de 2014. Segundo a Anamaco, o segmento total fechou o ano de 2014 com um faturamento na ordem de R$ 60 bilhões (Leroy Merlin divulgou faturamento de mais de R$ 4 bi que representa 6% do mercado total). A Anamaco tem a expectativa de fechar 2015 com acréscimo nas vendas em relação a 2014, na ordem de 6%. A Leroy Merlin espera manter 20% de crescimento anual.

Investimentos

Uma empresa não se faz só com construção de novas Lojas, mas no rejuvenescimento das mais antigas. Assim, a Leroy Merlin vem há mais de quatro anos implantando um programa de co-construção da empresa, que basicamente é criado pelos mais de 8.000 colaboradores e que consiste em vislumbrar como a empresa será em 2020. Batizado de Visão 2020, a Leroy Merlin não fica dentro da caixa e pretende se renovar ao longo desse tempo, claro, guardando os pontos destacados como positivos atuais e que serão mantidos.

Para tudo isso, é preciso muito investimento. As cinco novas lojas de 2015 tiveram um aporte de R$ 400 milhões entre compra de terrenos, alugueis, construção, contratações, treinamento de equipes, comunicação, equipamentos, produtos, entre outros. Dentro desse escopo, destaca-se o tempo de economia andando ao lado dos mais de 1.200 empregos diretos gerados e a estimativa de outra parcela igual de contratações terceirizadas.

Leia também