Escolher a moldura para o seu quadro pode ser uma tarefa mais difícil que eleger a imagem. Isso porque a moldura pode valorizar ou, no caso de uma escolha equivocada, desvalorizar a sua obra. O mais importante é sempre optar por peças que tenham estilos semelhantes. Se você ainda não sabe por onde começar ou fica perdido com a variedade do mercado, olha só essas dicas que o Paulo Biacchi preparou para você.

Pôsteres também podem ser valorizados com o uso de molduras

Molduras para quadros: como escolher segundo as dicas de Paulo Biacchi

No lugar das velhas pinturas em tela, os pôsteres têm feito a cabeça dos decoradores. Eles normalmente são gravuras em papel que podem ser desenhos ou frases que representam a sua personalidade ou deixam uma mensagem para quem chega. Para dar mais destaque a eles, opte por uma moldura que dialogue diretamente com o desenho. O designer Paulo Biacchi dá o exemplo de uma imagem feita sobre um papel com a tonalidade mais puxada para o marrom, como um efeito mais desgastado. Nesse caso, uma moldura de madeira é muito bem-vinda! Se preferir uma decoração mais alegre e contemporânea, opte por uma moldura colorida como a amarela, que dialoga com a cor das letras do pôster.

Quando usar o paspatur?

Molduras para quadros: como escolher segundo as dicas de Paulo Biacchi

Você provavelmente já viu quadros que possuem aquela moldura branca em volta. Se sim, então você conhece o famoso paspatur. É o nome dado a esse emolduramento da foto, pintura ou qualquer outra obra. A gente sabe que ele é uma ótima opção para garantir a harmonia entre moldura e obra, mas existem outras dicas para saber quando usá-lo. Para Biacchi, o mais aconselhável é usar quando você tem uma foto mais autoral e quer valorizá-la. Viajou e tirou foto de uma paisagem linda? Aposte no paspatur para emoldurar na sua parede: vai chamar mais atenção e ficar bem profissional. Ah, é bom lembrar que o paspatur também tem a função de proteger o quadro do contato com o vidro.

No caso de quadros com fotos mais genéricas, como composições com utensílios de cozinha, comidas ou formas geométricas, o mais indicado é que não se use o paspatur. A proximidade entre a imagem e a moldura vai deixar a peça mais coerente. Se você não sabe onde usar esses modelos, cozinhas, áreas externas e espaços gourmet são ótimos ambientes para isso.

Molduras no estilo rococó pedem pinturas mais tradicionais

Molduras para quadros: como escolher segundo as dicas de Paulo Biacchi

Se você se identifica com uma decoração mais clássica, vai adorar as molduras em rococó. São aquelas mais tradicionais, muito usada para o emolduramento de pinturas e espelhos. Como elas já possuem essa carga histórica, o interessante é que isso se repita, também, nas gravuras. Por isso, se você possui um quadro com uma pintura mais clássica, como autorretratos feitos à mão, a moldura no estilo rococó pode ser o melhor caminho!

Dica para não errar!

Molduras para quadros: como escolher segundo as dicas de Paulo Biacchi

Após todas essas dicas do Paulo Biacchi, você já deve ter percebido que existe uma relação entre a moldura e a gravura, certo? Esse é o principal conselho do designer: escolha sempre por uma peça que tenha relação com a obra. Se o fundo da sua imagem for preto, busque um emolduramento na mesma tonalidade. Se for em outras cores, busque pelo colorido. Esse diálogo entre as duas partes é super importante para chamar mais atenção para o quadro e deixar o seu ambiente na mesma sintonia.

Não quer usar imagens? Aposte nas molduras vazadas

Molduras para quadros: como escolher segundo as dicas de Paulo Biacchi

Uma tendência de decoração que tem se tornado cada vez mais comum é optar por colocar as molduras vazadas na parede e criar composições com elas. Para o isso, o mais legal é escolher modelos de estilos e cores diferentes, o que deixa o ambiente mais moderno e colorido. Tamanhos distintos também são bem-vindos, principalmente para criar efeitos inéditos. Você ainda pode aproveitar e colocar alguns objetos independentes na parte de dentro da moldura. Elas vão marcar presença no ambiente e se tornar o ponto central da decoração.