Sustentabilidade iluminando com spots de LED

Sustentabilidade iluminando com spots de LED A iluminação para ambientes, tanto residenciais como comerciais, vem sofrendo alterações nos últimos tempos no que diz respeito a diversos fatores, tais quais economia de energia, tipos, cores variadas, formatos, etc.

Na concepção de um projeto, seja ele de construção ou de decoração, é importante pensar em intervenções que ajam de forma sustentável em relação ao meio ambiente. Ademais, essas escolhas agregam beleza, modernidade e economia à residência.

A luz fluorescente, apesar de gerar considerável economia de energia, influencia diretamente no humor das pessoas. Estudos na área da psicologia, realizados em diversas regiões do país, mostram que, após o incentivo para troca das lâmpadas incandescentes, houve acréscimo de 5 a 7% no índice de depressão dos brasileiros.

Como a luz branca (fria) é entendida pelo organismo como a luz do meio-dia, coloca os usuários em constante estado de alerta. Para solucionar esse problema, foram desenvolvidas formas de controlar sua intensidade e adequá-la aos ambientes, optando, por exemplo, pela luz amarela (que proporciona cenários e sensações de aconchego).

Na atualidade, para trazer modernidade e pensando de maneira sustentável, temos como tendência o recurso da iluminação LED, que é mais econômica devido ao baixo consumo de energia. Além de também ser mais durável, uma vez que diminui as trocas, e reduzir a geração de resíduos.

São possibilidades de decoração com diferentes modelos e efeitos para iluminar áreas internas e externas. Além disso, já estão disponíveis lâmpadas LED equivalentes às tradicionais, facilitando a substituição, embora seja clara a diferença: as lâmpadas convencionais irradiam em 360º, ao passo que as LED trabalham com feixe de luz concentrado, sendo capazes de iluminar na mesma intensidade, com menor consumo.



O que é o LED

 O LED é um tipo de semicondutor.  A origem do nome vem do inglês “light emiting diode”. É um ponto pequeno, do tamanho de um grão de areia, capaz de gerar luz através de fios condutores microscópicos por eletroluminescência – energia elétrica produzida com a movimentação de elétrons nas camadas. É necessário fonte de abastecimento para o processo.

Vantagens

- Tamanho reduzido
- Vida útil 25 vezes maior que uma lâmpada incandescente comum
- Reduzida emissão de raios UV – não envia calor para o ambiente
- Alta eficiência
- Não libera mercúrio no descarte
- Acendimento instantâneo
- Podem ser recicladas
- Baixa degradação
- Economia de cerca de 50%
Leia também