Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

Identificar as plantas ornamentais entre várias espécies é simples: basta procurar as que têm potencial decorativo, tanto em ambientes internos quanto em ambientes externos. Seu diferencial e beleza podem estar em folhas, flores ou, até mesmo, no tronco. Essa definição foi dada pela paisagista Denise Claverie, do TWIG Atelier Floral, que fica no Shopping Fashion Mall, no Rio de Janeiro. Ela conversou com o Casa de Verdade e indicou cinco tipos diferentes de plantas ornamentais para jardim que podem compor uma decoração original e bonita. Confira!

As cinco melhores plantas ornamentais para jardim

Não importa se você pretende montar um jardim em vasos ou no chão: as plantas ornamentais são sempre uma ótima escolha. Além de promoverem a purificação do ar e de refrescarem as áreas onde estão plantadas, elas ainda dão charme e beleza aos ambientes. Veja, abaixo, a lista com as cinco melhores plantas ornamentais para jardim segundo a Denise:

1) Strelitzia, conhecida popularmente como ave-do-paraíso;

Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

2) Pleomele variegata;

Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

3) Cycas revoluta, conhecida popularmente como sagu;

Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

4) Arundina, conhecida popularmente como orquídea-bambu;

Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

5) Ctenanthe burle-marxii, conhecida popularmente como maranta-zebrada.

Plantas ornamentais para jardim: 5 nomes indicados por um paisagista para criar uma decoração original

Dicas para manter o cuidado das plantas ornamentais para jardim

Assim como qualquer outro tipo, cada espécie das plantas ornamentais indicadas acima pela paisagista precisa de cuidados específicos de acordo com as suas necessidades. Elas podem ser separadas entre espécies de sol pleno e de meia sombra. “A ave-do-paraíso, pleomele variegata, sagu e orquídea-bambu são as de sol pleno, ou seja, necessitam de, no mínimo, 4 horas de sol direto e devem ser regadas, ao menos, três vezes na semana”, explica Denise. Ela continua: “A maranta-zebrada é uma planta de meia-sombra e, por isso, precisa de muita luz, mas não suporta sol direto (principalmente entre as 11h e as 17h). Ela precisa ser regada sempre que o solo estiver seco pois gosta de ambiente úmido”. Para testar a umidade do solo, você pode encostar dois dedos na terra que fica perto da raiz da planta.

As plantas ornamentais podem ser combinadas com outras espécies

A variedade de espécies é um dos principais pontos para a beleza de um jardim: quanto mais plantas ele tiver e mais elas combinarem entre si, melhor será o resultado final. Por isso, Denise também deu dicas de como fazer para combinar as espécies de plantas ornamentais com outras normais de forma que as suas necessidades sejam supridas. “Uma boa forma de composição é utilizar uma planta de forração, como por exemplo, a grama amendoim, na base da ave-do-paraíso, pleomele, sagu ou orquídea-bambu. A maranta pode ser combinada com outras de sua família, como cataléia-pena-de-pavão, maranta-eclipse ou maranta-tricolo, já que todas são plantas de meia-sombra”.