Brinquedoteca: ideias para organizar os brinquedos do seus filhos e criar ambientes divertidos

A chegada de um filho sempre traz mudanças significativas na vida do casal e isso também se aplica quando se trata de decoração e organização da casa. Qual mãe ou pai nunca tropeçou naquele brinquedo jogado pelo chão da sala? Criar uma brinquedoteca pode ser a solução para deixar o ambiente organizado, além da criança ter um cantinho especial e lúdico para brincar e desenvolver seu aprendizado sem atrapalhar ninguém.

Pedagogos ressaltam a importância da brinquedoteca no desenvolvimento educativo de uma criança e reservar esse espaço para o seu filho também é uma ótima forma de incentivar a organização desde cedo. Quem tem um cômodo sobrando e puder fazer o cantinho por lá, ótimo! Mas em outros casos, a brinquedoteca pode ser criada dentro do quarto do seu pequeno sem problema nenhum.

Como aliar a decoração com organização na hora de montar a brinquedoteca

Iniciar o projeto da brinquedoteca é um ótimo momento para reavaliar a quantidade de brinquedos do seu filho, até mesmo para o ambiente não ficar com pouca área de circulação, principalmente, se o local for dentro do quarto. Depois de fazer uma triagem e separar aqueles objetos que podem ser doados, está na hora de pensar na decoração e organização do espaço. E se seu filho já tem idade suficiente para opinar, que tal chamá-lo para participar deste momento?

1. Dicas de decoração

Quando pensamos em crianças, já idealizamos um cantinho todo colorido. Neste caso, você pode optar por paredes mais neutras e caprichar em móveis e itens decorativos cheios de cores ou fazer ao contrário: investir em paredes coloridas com uma mobília clean, pois os brinquedos também cumprem muito bem o papel de manter o local lúdico e cheio de vida. Confira algumas ideias para a decoração:

Móveis arredondados: na hora de escolher a mobília para a decoração da brinquedoteca não se pode esquecer da segurança dos pequenos. Móveis arredondados são ideais para que a criança não corra o risco de se machucar em quinas.

Tapetes infantis para o piso: unindo o útil ao agradável, tapetes emborrachados servem tanto para a segurança quanto para a decoração da brinquedoteca do seu filho. Reserve o melhor o espaço para colocar o acessório, pois a criança costuma brincar bastante em cima dele.

Tintas laváveis: não é novidade que crianças amam rabiscar paredes. Para evitar manchas, invista em tintas laváveis. Nada que um pano úmido não resolva!

Papel de parede: o revestimento é uma forma prática e econômica de valorizar o ambiente, sem contar com a variedade de papeis de paredes com temática infantis disponível.

Parede de lousa: outra solução para evitar rabiscos nas paredes coloridas ou brancas é reservar um cantinho para criança soltar a criatividade em uma parede de lousa. Ela pode ser feita com tinta, mas também já existem papéis de parede com a função. Desenhos com giz estão liberados!

2. Dicas de organização

No caso da brinquedoteca, a organização do espaço também faz parte da decoração. Os móveis escolhidos podem ser grandes aliados para deixar o cantinho arrumado, facilitando até a limpeza do local. O importante é que os organizadores estejam sempre ao alcance da criança para facilitar o acesso sem a ajuda de um adulto. Veja dicas de itens:

Cestinhas e baús: estes dois acessórios são essenciais para a organização da brinquedoteca. Use e abuse dos organizadores coloridos e identifique cada um com etiquetas. Caso seu filho ainda não saiba ler, as cores diferentes de cada um podem ajudá-lo na hora de identificar onde guardar cada brinquedo.

Nichos: bichinhos de pelúcia que antes ocupavam espaço na cama ou ficavam espalhados pelo quarto podem ser colocados em nichos na parede. Isso também vale para bonecas(os), carrinhos e brinquedos que não tinham um lugar específico. Sem contar que ainda dá aquele toque especial na decoração!

Prateleiras: além de ser um espaço dedicado para brincadeiras, não podemos esquecer que a brinquedoteca também é um lugar de aprendizado. As prateleiras são perfeitas para organizar livros, joguinhos de tabuleiro e até o material escolar.

Gavetas: escolher móveis com gavetas otimiza o espaço da brinquedoteca, deixando áreas livres para a criança brincar sozinha ou na companhia de amiguinhos.

Ganchos de parede: ao invés de ocupar um espaço no armário, a brinquedoteca também pode ter ganchos na parede para pendurar mochilas e lancheiras do colégio, além de outros objetos. Quem sabe isso não ajuda a dar um ânimo quando seu filho tiver que arrumar o material para ir para a escola?